Autismo e educação inclusiva discutidos por professores da rede municipal

Por: Secom/PME
07/04/2017 - 03:42:25

Eunápolis - Lincados no compromisso da efetivação da educação inclusiva no país, especialistas ligados ao Centro de Atendimento Educacional Especializado de Eunápolis (CAEEDE), todos professores da rede municipal de ensino, participaram do encontro que marcou início de novo tempo no trabalho de atendimento a alunos especiais neste município.

Aberto pela Secretária de Educação Cultura e Esporte, Maureen Lacerda, que destacou o compromisso da administração municipal com a educação inclusiva, o evento realizado no auditório da Câmara Municipal de Eunápolis reuniu perto de 200 docentes em torno da temática da inclusão, tendo como ponto de partida o atendimento aos autistas. O conceito, “Autismo, desafio da educação inclusiva”, mostrou alguns aspectos da educação de alunos com necessidades especiais.

 

Entidades e instituições, a exemplo da Asdefe e do IFBA, além de escolas particulares, estiveram representadas. Ao menos três palestras enfatizaram a evolução do atendimento aos alunos especiais e a necessidade de se massificar informações à sociedade quanto aos direitos desses alunos e a forma como devem ser tratados desde a residência até a escola.

“Na escola, a exemplo dos demais alunos, os autistas receberão ensinamento. Em casa eles precisam ter educação e isto é encargo da família”, declarou a coordenadora do CAEEDE, Cristina Lacerda, ao observar que a falta de conscientização da família sobre a responsabilidade para com o autista pode ser entrave no enfrentamento da demanda.

PALESTRAS - A professora Clézia Suely Santos Sena, psicopedagoga que cursa neuropsicopedagogia, ministrou palestra na qual o foco estava justamente no compartilhamento do compromisso entre a escola e a família no enfrentamento do autismo. Lembrou aos seus colegas alguns números da educação inclusiva e técnicas para ensinar os alunos com necessidades especiais.

Especialista em educação especial e inclusiva, a professora Isabel Cristina Santos Leão conduziu envolvente oficina demonstrando técnicas de atendimento ao autista. Destacou os avanços do enfrentamento do problema em todo o mundo e exibiu audiovisual do Instituto Pestalozzi da Bahia, no qual os alunos especiais são estimulados com novas técnicas pelos professores. Isabel Leão narrou vivências e encenou com seus colegas professores alguns comportamentos comuns aos portadores de autismo.

Já a professora Nathally Simões, psicóloga, especialista em avaliação psicológica, foi no âmago dos sentimentos que circundam o enfrentamento do autismo. Conforme demonstrou em oficina que conduziu com professores, o autismo possui inúmeros componentes a exigir diversidade de olhares. Angústia, preconceito, insensibilidade, irritação, desinteresse, esperança, apoio, dentre outras sensações, foram enfocados e representados em animada oficina.

Outras ações de apoio ao enfrentamento das demandas de alunos especiais, prioridade da Secretária Maureen Lacerda e do prefeito Robério Oliveira, serão realizadas nas próximas semanas, com o envolvimento de mais professores especialistas e de outras secretarias da administração municipal de Eunápolis.

Por: Ascom/Educação

PUBLICIDADE

Últimas Notícias



PUBLICIDADE

Copyright © 2003 / 2019 - Todos os direitos reservados
NossaCara.com é propriedade da empresa Brito Santos Comunicações e Publicidades Ltda.
Fones: (73) 9 9111-2313 / (73) 9 8158 2860